Mauro A. Costa

No 4º Domingo do Tempo Comum, e na Celebração Eucarística realizada na igreja matriz, presidida pelo pároco, Pe. Roberto Gottardo, a catequese de Iniciação à Vida Cristã realizou a abertura de seu ministério em toda a paróquia. Familiares, catequizandos e catequistas se fizeram presentes para iniciar a catequese. Os demais paroquianos compartilharam desse momento de fé, participando ativamente da celebração.

Essa participação foi recompensada em todos os momentos. O primeiro quando da entrega das sementes aos catequizandos, simbolizando, dessa forma, a responsabilidade deles e dos familiares para com o cultivo da fé a fim de que ela possa sempre crescer ao longo da vida. Na verdade, todos nós somos responsáveis por essa fé, que é um dom de Deus para que possamos peregrinar nessa vida com os olhos na vida eterna. O segundo ocorreu logo após a ação de graças, quando o sacerdote animou a todos para a bênção de São Brás. O Pe. Roberto convidou os ministros extraordinários da Eucaristia para junto com ele ministrar essa bênção aos que desejaram. Sem dúvida também um momento de fé e gratidão.

Há de se destacar ainda a homilia do pároco. E o evangelho desse Domingo era provocante. “O profeta não é aceito em sua pátria”, disse Jesus. Ensinando à assembleia que Jesus fora perseguido por sua comunidade de origem, principalmente, por aqueles que se julgavam representantes da lei religiosa, o sacerdote provocou à reflexão da assembleia para rever seus atos com respeito aos que atuam nos diversos ministérios da paróquia, dentre tantos, o da catequese. Além disso, o Pe. Roberto convidou o jovem Josino, que atuou por três meses como missionário na África, para falar de sua experiência de fé. Com alegria, o jovem relatou o período, destacando, sobretudo, as diferenças culturais e o difícil processo de adaptação num país onde os cristãos são minorias entre muçulmanos. A homilia do padre levou à assembleia uma mensagem que sempre deve nos alertar: até que ponto temos valorizado as lideranças de nossa paróquia, as quais atuam nos diversos campos, como da música, da catequese, do dízimo, etc?

Uma noite de gratidão, de fé e, sobretudo, de participação. A glória seja toda para Deus!

 

Comente