Mauro A. Costa

O último domingo do mês de agosto é dedicado à vocação do Leigo, com um destaque especial para a vocação específica de Catequista. Em nossa paróquia, esse dia fora comemorado em todas as comunidades, com as intenções nas celebrações, homenagens, confraternizações e, inclusive, com entrega de presentes a esses irmãos e irmãs que decidiram dizer Sim a Deus para o serviço educativo da fé de crianças e jovens.

De fato, trata-se de um chamado para servir a Deus no meio do seu Povo. Um chamado que, por mais desafiante que seja, conta com a graça de Deus para exercê-lo com ardor missionário. Assim, o catequista é um vocacionado para a missão; uma missão que educa as crianças para a inserção na comunidade, que educa os jovens para confirmar a sua fé; que educa, enfim, esses pequeninos para vivenciar a alegria de ser membro do Povo do Deus e, com Ele, estabelecer encontros permanentes para toda a vida.

Na verdade, tanto a Iniciação à Vida Cristã como a Crisma, são serviços catequéticos que não apenas educa a fé de crianças e jovens, mas, sobretudo, educa-os para o encontro constante com Jesus Cristo, o Mestre e Senhor, e para a inserção na comunidade cristã, ou seja, a Igreja. Aliás, a Igreja, Povo de Deus, é o campo de trabalho para o serviço a Deus. E, por isso, a educação da fé leva os catequizandos para esse serviço. Nesse sentido, o catequista é, além de educador da fé, um cristão que anima para a missão.

Na igreja matriz, após a celebração eucarística – presidida pelo Pe. Benno Brod – os catequistas e seus familiares foram convidados para uma confraternização no salão paroquial. Mais um momento de agradecimento, congratulações e carinho, oferecidos às essas irmãs e irmãos que respondem com fé para o serviço.

Também na comunidade do Santo Anjo da Guarda, no Indaiá, outros catequistas foram homenageados pela comunidade. Palavras de agradecimentos, orações e singelas lembranças, a fim de reconhecer o serviço a Deus que realizam na comunidade.

Enfim, o Dia do Catequista, celebrado em todas as paróquias do Brasil, foi lembrado, celebrado e confraternizado. Que Deus cumule de bênçãos os nossos catequistas e suas famílias. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Para sempre seja Louvado.

 

Comente