Mauro A. Costa

 

A primeira convocação paroquial para os catequistas de nossa paróquia, que é um compromisso comunitário de fé, aconteceu no último domingo. Um momento repleto de agradecimentos, acolhidas, avaliação e novos projetos para a animação bíblico-catequética da paróquia. A presença nesse compromisso evidencia, desde já, a necessidade de realizar eventos que reúnam esses educadores da fé das crianças e dos jovens de nossa paróquia.

A convocação teve início com a participação na Celebração Eucarística, realizada na igreja matriz São Virgílio e sob a presidência litúrgica do Pe. José Nelson. Logo na acolhida, os catequistas que estavam na igreja foram convidados a se aproximar do altar, a fim de que o povo pudesse testemunhar a presença e a importância deles na paróquia.  Providencialmente, o tema das leituras falava essencialmente sobre as sementes de Deus, e no Evangelho no 11º Domingo do Tempo Comum Jesus conta a Parábola do Semeador. Com um tom profundamente catequético, o sacerdote norteou a homilia para responsabilidade do povo em semear boas sementes e, concomitantemente, cuidar delas ao longo do tempo. Nada mais significativo para as ações dos catequistas!

Após a Missa, os catequistas foram para o salão paroquial para saborearem um delicioso café preparado carinhosamente por uma equipe de senhoras. Aliás, também foram elas que preparam o almoço que também estava excelente. Pessoas como elas são exemplo de um apostolado em nossa comunidade; elas se dispõem a fazer um serviço nos bastidores tão relevante para os eventos paroquiais. Deus seja louvado e glorificado por esse trabalho.

Em seguida, ocorreu a recepção, a oração e os demais trabalhos daquela manhã de domingo. No local, faço o registro, que a ornamentação estava não apenas linda, mas revelava a consonância com o tema do dia, que foi Olá, Catequese! Com vai, você! Na recepção se encontrava símbolos da fé, dos obstáculos e da superação; na sala de oração, um significativo painel, mostrando Jesus com os discípulos.

Nesse local, os catequistas juntaram os braços um no outro, formando uma corrente ou laços, o que representou a união não apenas das pessoas, mas, sobretudo, a comunhão nas ações da catequese. Antes, contudo, à sra. Eunice – da Pastoral do Dízimo e Coordenadora do CPP – foi dada a palavra para que falava brevemente sobre o Dízimo. Com a Bíblica, ela fundamentou o Dízimo e pontuou o porquê da existência do dízimo em nossa Igreja. Dentre tantos e significativos comentários, a sra. Eunice lembrou que o Dízimo é uma devolução a Deus por tudo o que Ele nos dá.

Ainda nesse momento, o Coordenador Paroquial solicitou que os catequistas lessem a mensagem que receberam na recepção e, agradecessem a Deus por aquele momento. Ambientado com uma música que falava sobre a prece a Deus ao longo do caminho, esse momento animou ainda mais o encontro dos catequistas.

Depois disso, foram apresentados aos catequistas a orientações gerais da Coordenação Paroquial, o Projeto da criação de núcleos catequético de formação, a formação da Equipe da barraca da Pescaria para a Festa do Padroeiro, avaliação da manhã e a data da próxima convocação com confraternização. Neste momento, a de se destacar, a apresentação dos núcleos formativos e a proposta do Pe. Nelson derivada das Cartas. Em seguida, eles foram organizados em grupos para avaliar a manhã de trabalhos e apresentar sugestões. No momento de compartilhar, os catequistas mostraram que gostaram tanto dos novos projetos que já desejam que eles se iniciassem esse ano. O Coordenador acolheu a ideia e, aprovando-a na convocação, prometeu que eles irão se iniciar no mês de julho.

Após os trabalhos, foi servido o almoço. Mais um momento fraterno. Em seguida, o sr. Mauro A. Costa, coordenador paroquial da catequese, pôs-seà disposição dos catequistas que desejassem conversar com ele; o que aconteceu logo em seguida. Por volta das 15h, encerrou-se a convocação. Uma manhã e um pedaço da tarde essencialmente catequética. Deus seja louvado e glorificado por todas as decisões em prol do trabalho junto às crianças e jovens de nossa paróquia.

Comente