CRISTOLOGIA: JESUS CRISTO E O SEU PROJETO

 

Mauro A. Costa

 

A segunda aula do Curso de Extensão da Faculdade Católica de Santa Catarina – FACASC – aconteceu neste sábado, 16 de junho de 2018. A Professora foi a Ir. Luiza Pereira, religiosa da Congregação das Catequistas Franciscanas, que abordou o tema da Cristologia e focou o conteúdo em Jesus Cristo e seu Projeto. Os alunos e alunas, provenientes das paróquias da Forania de Tijucas, fizeram-se presentes, mesmo com o frio aterrador. A tarde de formação teológica, contudo, foi acalorada!

A professora abordou o tema Jesus e seu Projeto a partir de duas perspectivas, a histórica que considera o contexto histórico em que viveu Jesus, com todos os condicionantes religiosos, políticos e sociais; e a perspectiva do Novo Testamento, no qual destacara os Evangelhos e as Cartas de São Paulo. Por meio de imagens e textos, com o uso de Datashow, a Ir. Luzia apresentou um rico conteúdo e orientou os alunos a fazerem uma releitura dos conteúdos da Bíblia, especialmente os Evangelhos, para entende-los no nosso contexto histórico.

A religiosa frisou, sobretudo, que no Projeto de Jesus todos são incluídos. Porém, Jesus teve uma preferência pelos mais fracos (pobres, viúvas, doentes, etc.). Foi com esses que Jesus permaneceu mais tempo, realizou milagres, enfim, revelou o seu Projeto. Além, disso, a Ir. Luzia mostrou que ao falar de Jesus é imprescindível falar também do seu Projeto. Jesus não falou de si, mas do seu Projeto e do Pai. Jesus, com isso, provocou as lideranças de sua época – poderes religiosos e políticos – que o perseguiu, prendeu-o, flagelou-o e o matou.

Ao longo da história o povo manteve a memória dos atos de Jesus Cristo por meio daqueles que foram testemunhas históricas, sobretudo, os Apóstolos e as primeiras comunidades que foram se constituindo. A Ir. Luzia frisou também que no grupo de Jesus as mulheres foram incluídas – discípulas -, o que aumentou ainda mais a ira daqueles poderosos contrários ao Projeto (Reino, Vida Eterna, etc.). Tudo isso se mantém ainda hoje na memória do Povo de Deus. Afinal, foi o próprio Jesus desejou que isso acontecesse, e solicitou aos discípulos que celebrassem em sua memória. A partir do evento morte-ressurreição de Jesus, as comunidades começam a olhar para trás, o passado, e se animar para a frente.

Esses acontecimentos se tornam sentido e resposta para o contexto em que vivemos. A Palavra de Deus é viva e sempre atual, com ela se faz uma releitura, analisa-se o contexto em que vivemos e se fortalece a Fé em Jesus e a continuidade de Seu Projeto.Os alunos se envolveram com as temáticas, abordadas sob um olhar crítico e significativo, e aprenderam que o Jesus e o Seu Projeto se tornam o sentido da vida de todo cristão.

Comente