Todo Cristão verdadeiro entrega fielmente os seus Dízimos ao Senhor por 10 motivos…

1 – Porque reconhece que tudo o que tem veio de Deus:
“… a fim de que conheçam os viventes que o Altíssimo tem domínio sobre os reinos dos homens; e os dá a quem quer e até ao mais baixo dos homens constitui sobre eles” (Daniel 4:17b).

2 – Porque sabe que a Terra é do Senhor:
“Do SENHOR é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam (Salmo 24:1). Minha é a prata e meu é o ouro” (Ageu 2:8).

3 – Porque sabe que o Dízimo é do Senhor:
“Também todas as dízimas do campo, da semente do campo, do fruto das árvores são do Senhor” (Levítico 27:31 a).

4 – Porque reconhece que o Dízimo é de uso exclusivo de Deus:
“… o Dízimo será Santo ao Senhor” (Levítico 27:32b).

5 – Porque sabe que o Dízimo é o sustento da Casas de Deus:
“Trazei todos os Dízimos à Casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha Casa…” (Malaquias 3:10a).

6 – Porque Deus prometeu abençoar ricamente os Dizimistas:
“… e depois fazei prova de mim, diz o SENHOR dos Exércitos, se Eu não vos abrir as janelas do Céu e não derramar sobre vós uma benção tal, que dela vos advenha a maior abastança” (Ml 3:10b).

7 – Porque só Deus pode repreender o devorador:
“E, por causa de vós, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra, e a vide no campo não vos será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos”(Ml 3:11).

8 – Porque não quer roubar a Deus:
“Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas” (Ml 3:8).

9 – Porque não quer ser amaldiçoado por Deus:
“Com maldição sois amaldiçoados, porque me roubais a Mim, vós, toda a nação” (Ml 3:9).

10 – Porque o Senhor Jesus nos mandou ir além do Dízimo:
“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e desprezais o mais importante da lei: o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer essas coisas e não omitir aquelas” (Mateus 23:23).

OS MEUS DÍZIMOS DEMONSTRAM:

1° A minha gratidão, porque eu jamais poderia comprar a minha salvação (Efésios 2:8-9);

2° Que o Reino de Deus e a Sua justiça estão em primeiro lugar na minha vida (Mateus 6:33);

3° Que, para mim, semear valores espirituais é mais importantes que os valores materiais (Gálatas 6:8);

4° Que eu confio em Deus para suprir todas as minhas necessidades e não nas minhas próprias forças (Filipenses 4:19);

5° Que, para mim, os tesouros no Céu valem mais que os tesouros da Terra (Mateus 6:19-21).

O QUE É O DÍZIMO?

O dízimo é o reconhecimento de que tudo pertence a DEUS. É uma profunda relação entre você e Deus. O dízimo é devolver a Deus uma pequena parte do muito que Ele nos dá.

A graça de Deus não tem preço. Nem todo a dinheiro do mundo pode comprá-la. Portanto, o dízimo não é pagamento, mas sim devolução.

O dízimo coerente é aquele que nasce e cresce pela fé. Dizimo é uma forma de realizar a partilha, e partilhar é uma forma de amar a Deus, o Amor partilhando entre três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo.

Com o que contribuo?

Com o dízimo, ajudamos a Igreja a cumprir sua missão. Quem oferta o dízimo com consciência e fé torna-se evangelizador. O próprio ato de contribuir com o dízimo já e um ato evangelizador, pois a ação é um complemento da oração.

Além disso, contribuir com o dízimo é ajudar a manter e cuidar da Igreja, é com o dinheiro do dízimo que se compram as velas para o altar, água, luz e tantas outras despesas.

Portanto, o dízimo que você oferece vai se transformar em Evangelho, em remédio, em pão, em missão e colaborar na construção do Reino de Deus.

Como me tornar um dizimista?

Para se tornar um dizimista é muito simples. Preencha com seus dados, a ficha cadastral que está à disposição na Paróquia e entregue na Secretaria Paroquial.

Comente