Mauro A. Costa

O encerramento do Ano do Laicato ocorreu no Centro de Evangelização Angelino Rosa – CEAR – localizado no município de Governador Celso Ramos. Pelo menos 350 leigos e leigas participaram do encerramento, os demais participantes eram do clero arquidiocesano, como a do nosso bispo D. Wilson T. Jünck. Esse momento da Igreja revelou mais uma vez o quanto os leigos e leigas assumem serviços em prol do Reino na Igreja, alertando que sem eles nada poderia ser feito, como o serviço aos moradores de rua, aos dependentes químicos, às crianças em situação de vulnerabilidade, aos idosos, à educação, etc.

Na acolhida, realizada por D. Wilson, ficou evidente essa verdade. O bispo não apenas reconheceu esses serviços como agradeceu aos leigos e leigas por realizá-los na arquidiocese e exortou a continuar realizando-os animados pela fé. Em seguida, o Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, Pe. Revelino, apresentou a programação do dia e, desde já, convidou a todos para fazer a oração inicial.

Logo em seguida, inúmeras pastorais apresentaram seus trabalhos. Dentre tantas, a pastoral do Moradores de Rua, a dos Imigrantes, a dos Dependentes Químicos, a da Pessoa Idosa, etc. Todas com um toque de solidariedade, animação, perseverança e fé. Na Celebração Eucarística, o bispo fez questão de reconhecer essa força viva na Arquidiocese e agradecer a todos pelo belíssimo trabalho que realizam em prol do Reino de Deus, ajudando os mais necessitados em nossa sociedade.

Muito embora a organização tenha deixado a desejar – muitos trabalhos em pouco tempo para apresentá-los -, o laicato permaneceu firme – embora exausto – até o fim do encerramento. Deus seja louvado e glorificado por tudo que realiza por meio de fiéis leigos e leigas.

Comente