Por Mauro A. Costa

Uma noite de encontro do Povo de Deus para meditar sobre a vida cristã à partir das imagens do Bom Pastor e do mercenário (cf. Jo 10,1-18). Essa é uma das conclusões que se pode chegar para quem participou da Assembleia Paroquial na última sexta-feira (30), no Salão Paroquial. Ela começou às 19h e terminou às 22h.

Após a assinatura da presença das lideranças da paróquia e da acolhida, os participantes abriram a noite com um momento mariano. Animado com o Canto “Maria passa na frente”, o povo fez uma pequena procissão tendo à frente a imagem de Nossa Senhora Aparecida, carregada pela sra. Eunice Cadorim, que é coordenadora do CPP. Ao final, ela convidou todos para um ato de aclamação à Mãe de Jesus.

Em seguida, o coordenador paroquial de catequese, sr. Mauro Costa, animou a oração com o canto da Santíssima Trindade, momento que antecedeu uma meditação sobre as figuras do Bom Pastor e do mercenário diante das ovelhas. Muitos foram os trechos que apontaram as ações deles com as ovelhas, dentre as quais aquela máxima, já conhecida por muitos, que é: o Bom Pastor entrega a sua vida pelas ovelhas, ou seja, a razão da vida do Bom Pastor é viver pelas ovelhas até o fim. Por outro lado, o mercenário caça as ovelhas, oprime-as e as mata. A título de lembrança citamos alguns trechos desse momento.

“Amigo, pai, mãe, padre, professor… Bom pastor é quem nos defende do inimigo que nos espreita e põe em risco a nossa vida.
Enquanto o mercenário lava as mãos, o bom pastor está comigo e se faz solidário, antecipa-se às minhas necessidades. Bom pastor é alguém que conhece minha alma, meu coração e a minha vida e a minha história.
Bom pastor é quem vem ao meu encontro quando erro e falo/faço besteiras.
Bom pastor é quem acredita em mim, no que posso ser e na minha singularidade.Jom pastor é quem, mesmo não podendo fazer nada, continua apostando na gente.
Bom pastor é quem vê minhas qualidades e virtudes e as evidencias quando não as vejo.
Bom pastor é quem sabe dizer “sim” e “não”, na hora certa sem segundas intenções.
Bom pastor é alguém que sabe se despir dos próprios desejos para ouvir os meus (do outro).
Bom pastor é alguém que não se decepciona com minhas escolhas, nem se ressente diante da minha diversidade.
Bom pastor é quem não se escandaliza com os “pecados” dos outros, mas não se omite em denunciá-los.
Bom pastor é o lugar seguro, o qual está sempre disponível e pronto para acolher-me.
Bom pastor é quem não me mantém no rebanho à força nem sob sua autoridade.
Bom pastor não se aferra a nada (ideias, poder, cargos, etc.), mas é alguém que reza, trabalha e torce para me transformar em bom pastor para substituí-lo.

E os outros? São todos lobos.Todos os outros? O que quer que digam, façam ou desempenhem: são todos mercenários! O bom pastor vive para os outros e se torna irmão dos outros. Não é egoísta nem um parasita no interior da Igreja”.

Após esse rico momento, o pároco, Pe. Gottardo, esmiuçou ainda mais a dimensão do Bom Pastor. A partir de recortes de textos do Papa Francisco e de imagens – preparadas pela srta. Rosimara – o padre provocou positivamente os participantes para identificar com mais clareza o verdadeiro Bom Pastor. Além disso, fê-los perceber o que é de fato a Igreja, ou seja, são as ovelhas que ouvem e obedecem os comandos do Bom Pastor! Nesse momento, os participantes acrescentaram suas experiências e, concomitantemente, reforçaram a fala do pároco.

Em seguida todos foram organizados em oito grupos para refletir sobre a ação pastoral em suas comunidades a partir da reflexão sobre o Bom Pastor e do mercenário. Após, ocorreu um delicioso lanche, o qual enriqueceu a fraternidade na comunidade paroquial.

No plenário, todos puderam compartilhar o resultado das reflexões nos grupos. Em seguida, o Pe. Gottardo realizou o fechamento das questões dos grupos e, com os participantes, foram escolhidas três prioridades para a ação pastoral no próximo ano, dentre as quais duas são urgentes: a Infância Missionária e um Grupo Permanente de Missões.


Ao final, o pároco agradeceu a presença de todos, animou um canto à Nossa Senhora e os abençoou, desejando-lhes um excelente tempo de Advento. Uma noite do Povo de Deus!

Comente