Mauro A. Costa

Depois de um ano de formação, com conteúdos teológicos e jurídicos, especialmente aqueles relacionados ao Direito Canônico, encerrou-se neste final de semana, 8 e 9 de dezembro, na Faculdade Católica de Santa Catarina – FACASC – o primeiro curso para Agentes da Pastoral Judiciária, inédita na Igreja no Brasil.

Com professores altamente competentes, alguns originados do corpo docente do Instituto Superior em Direito Canônico de Santa Catarina – conveniado à Pontifícia Universidade Lateranense (Roma) -, o curso formou agentes para atuarem em processos matrimoniais, sobretudo em petição de nulidade ao Tribunal Eclesiástico. Ao menos 40 fiéis de inúmeras dioceses permaneceram até o final do curso. Da paróquia São Virgílio, o casal Denair e Mauro representou a comunidade e, com esse curso, iniciará, no próximo ano, mais um serviço à Igreja.

A Pastoral Judiciária resulta de mais uma ação do Papa Francisco quando, por meio de documento escrito de próprio punho (moto próprio) – Mitis Iudes Dominus Iesus que trata da reforma do processo canônico para as causas de declaração de nulidade do matrimônio – interferiu de forma positiva nos processos jurídicos canônicos na Igreja. Diante disso, o Sumo Pontífice, sentindo com a Igreja os desafios relacionados ao Sacramento do Matrimônio e, consequentemente, à família, escreveu esse documento para agilizar esses processos, sempre tendo em vista a necessidade da misericórdia e da responsabilidade pastoral.

Assim, a Igreja revela a sua constante atenção aos desafios dos tempos e, sob a Luz do Espírito, toma a frente para bem cuidar de suas ovelhas e dos valores que lhe são caros, especialmente os relacionados ao Matrimônio e à Família. Deus seja louvado e a Ele toda a glória.

 

Comente