Por Rosimara Bernhardt e Pe. Roberto J. Gottardo

Na última sexta-feira (21), aconteceu importante reunião com um número substantivo de Ministros da Palavra/Eucaristia, a primeira após a instituição dos novos ministros ocorrida no último 29 de junho de 2018. Não ficou restrita apenas aos Ministros da Matriz foram também convidados de outras comunidades, como: São Francisco (Mato Queimado), São José (Claraíba) e São João Batista (Calvário).

No início a coordenadora Lurdinha Voltolini Archer fez vários comunicados visando principalmente os “novatos”; em seguida, foi refeita a escala mensal para as missas do fim de semana da igreja Matriz. Em seguida Pe. Roberto J. Gottardo,SJ, Pároco e orientador espiritual dos Ministros, fez um agradecimento especial à coordenadora Lurdinha que, por motivos de saúde deixa a coordenação e ela, aproveitou o ensejo para agradecer a todos pelo tempo que ficou na coordenação. Sem perder tempo, Pe. Gottardo apresentou as novas coordenadoras, Marilete Vanini Busnardo e Gleici Till Raiser que foram acolhidas com muita alegria.

No segundo momento, Pe. Roberto deu continuidade ao instigante estudo sobre o Espírito Santo que, segundo o Apocalipse, quer fazer novas todas as coisas (cf. 21,5). Provocou a turma com a pergunta que arrepiou: “Quem é e o que é o Espírito?”. Se fizermos uma pesquisa e perguntarmos as pessoas o que é o Espírito, a maioria não sabe responder. E se não sabem responder é porque não conhecem, não fizeram experiência; têm apenas pálidas ideias.

Muitas pessoas imaginam que o Espírito seja algo que se acrescente àquilo que somos. O Espírito santo de Deus derramado em Pentecostes não é um plus na nossa identidade, mas algo que nós somos. Outros pensam que o Espírito seja aquilo que está em oposição à matéria; ou seja, “espiritual” significa algo desencarnado e fora do mundo. E quando se reportam a uma pessoa “espiritual” imaginam monges sisudos que vivem rezando em lugares ermos e retirados, longe de tudo e de todos.

Quem tem essa visão estreita e míope deveria ler o evangelho e observar quão “material” Jesus foi: alimentava-se, bebia, participava das festas, se divertia, tocava nas pessoas, incluindo leprosos, acolhia as crianças, etc. E quem ousaria dizer que ele não era um homem de Deus!

Ao término da reunião todos rezaram a oração do Ministro da Eucaristia. “… Que quando eu disser: “O Corpo de Cristo”, eu desapareça e se veja a Glória de Deus resplandecer”.

Tudo para a maior glória de Deus.

 

Comente