Por Ronaldo Casagranda

“E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor.  E deleitar-se-á no temor do Senhor; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem decidirá segundo o ouvir dos seus ouvidos” (Cf. Is 11,2-3).

No último sábado, 19, às 18h30min, ocorreu na Igreja Matriz São Virgílio, de Nova Trento, a belíssima celebração de Pentecostes na qual 130 jovens foram agraciados com os dons do Espírito Santo, por meio do Sacramento da Crisma. A celebração foi presidida pelo Bispo Emérito Dom Vito Schlickmann, concelebrada por nosso estimado Pároco, Padre Roberto Jerônimo Gottardo e animada pelo ministério Amor Divino, de Brusque.

A Liturgia relatava a vinda do Espírito Santo de Deus sobre os discípulos que se encontravam encafuados no cenáculo, derramando sobre eles os sete dons: Sabedoria, inteligência, ciência, conselho, fortaleza, piedade e temor de Deus que ajudam a entender os planos de Deus na vida de cada cristão. Mas, também, capacitam para superar o perigo da indiferença e do medo, para amar a Deus e aos irmãos. Estes dons, ainda, empenham os cristãos na luta por um mundo mais justo e humano e para perseverar na fé e na esperança, mesmo em meio aos desafios e dificuldades.

O ação do Espírito Santo foi fundamental na experiência missionária dos primeiros cristãos. Com a ascensão do Senhor, eles se viram às voltas com uma tarefa: levar a mensagem do Evangelho a todo o mundo. A missão exigiria deles propagar a mensagem, fazendo o Evangelho ser entendido por pessoas das mais variadas línguas e culturas, uma vez que, os dons doados pelo Espírito de Deus não tornam as pessoas passivas, inertes, acomodadas. Mas, pelo contrário, o cristão que toma consciência de que está imbuído por seus dons, transforma sua vida. Um cristão crismado que não ajuda a transformar o mundo, a mudar para melhor a sociedade em que vive, certamente enterrou seus dons. Uma pena!

Dom Vito durante sua homilia destacou que fomos criados a imagem e semelhança de Deus e temos uma grande responsabilidade. Frisou que é necessário sonhar e que nossos sonhos devem nos levar a conhecer, amar e servir a Deus. Ressaltou ainda que é importante voltar-se para o Pai e isso só ocorre quando nos abrimos à ação do Espírito Santo, que com seus dons nos ajuda a entender a vida, mostrando os caminhos a seguir e dando força para percorrê-los com perseverança.

Ao final da Celebração alguns agradecimentos foram realizados, uma vez que é válido reconhecer o empenho de todos na missão evangelizadora da Igreja e na construção do Reino de Deus, afinal nada teria ocorrido sem a dedicação de todos os envolvidos.

Que estes jovens, agora crismados, possam assumir de fato os seus compromissos de fé, engajando-se me atividades pastorais ou ministeriais da Igreja, tais como a catequese, os grupos de jovens, a vida religiosa, entre outros. A Igreja precisa do envolvimento dos jovens, como ressalta nosso Papa Francisco: “Queremos jovens fortes. Queremos jovens com esperança e fortaleza. Porque conhecem Jesus, porque conhecem Deus. Porque têm um coração livre e solidário. Um jovem que viva assim, refletirá a imagem de Cristo!”. Que venham os frutos e que estes se multipliquem!

 

Comente