131 anos do Apostolado da Oração

“Olharão para aquele que transpassaram”

Mauro A. Costa

Depois do Tríduo em honra ao Coração de Jesus, o Povo participou da Solenidade se fazendo presente na Santa Missa, presidida pelo pároco Pe. Roberto. Um momento litúrgico que eleva a fé do povo de Deus, fortalece a comunhão e anima as ações fraternas entre os irmãos e irmãs. Na verdade, o Coração de Jesus procura corações que acreditem no Reino e se dispõe a amar e servir, como Jesus fez.

Na Procissão de Entrada se vislumbrava o tom solene dessa Celebração. Bandeiras do Apostolado de algumas comunidades da paróquia – a da comunidade São José, a da comunidade Santos Anjos e a da comunidade Santo Antônio-revelaram que o Povo de Deus se mantém firme na Fé e na devoção ao Coração de Jesus. Além disso, a assembleia revelava a presença sempre perseverante dos fiéis que integram o Apostolado da Oração; as fitas vermelhas e o branco litúrgico provocava um clima de alegria e de festa. 

Antes de entoarmos o hino do Glória foi entregue ao Pe. Roberto (o novo Diretor Espiritual do AO) uma linda casula – presente do Apostolado da Oração – que estampava a imagem do Coração de Jesus. Mais uma alegria que se juntava à Celebração. Mais um motivo para louvar a Deus. Um louvor que subia aos céus por meio do perfume do incenso que saia dos turíbulos das nossas dedicadas coroinhas!! O povo permanecia atento aos detalhes de toda a Celebração. Vários corações para celebrar um Coração, o de Jesus.

Essa perseverança é notória na história. Afinal, nesse dia o Apostolado da Oração da nossa paróquia completou 131 anos! A Glória é toda de Deus! Um Deus que cativa o seu Povo com um Coração Misericordioso e sempre presente na vida dos fiéis.

Na liturgia da Palavra, dentre as leituras própria da Solenidade do Coração de Jesus, destaca-se a do Evangelho, a qual direciona o nosso olhar interior para o momento em que o soldado romano fere com uma lança o lado de Jesus, e dele jorra sangue e água. Um silêncio se mantém, uma meditação nos cala e uma certeza se torna absoluta: o Amor de Deus por nós é superior às nossas crueldades humanas. E a Solenidade do Coração de Jesus nos lembra que Deus está sempre presente na vida de seu Povo. 

Essa presença fora meditada pelo nosso querido Papa Francisco e compartilhada com toda a Igreja. Sempre atento a voz do Papa, o Pe. Roberto fez alguns recortes da mensagem do Papa e os apresentou em sua homilia. Sem dúvida, profundos, belos e significativos ensinamentos do nosso Sumo Pontífice. Aolongo da homilia o Pe. Roberto mostrou que o Papa ensina o quanto o Coração de Jesus revela, na verdade, o seu amor misericordioso para com o seu Povo.

No momento das oferendas, as fitas foram abençoadas e por meio de sua presidenta, a sra. Lúcia Cadorim, as fitas foram entregues aos novos membros do Apostolado, dentre eles o próprio pároco. Todos rezaram o compromisso do membro do Apostolado da Oração com emoção e fervor. Um momento de alegria sem par.

Após a benção final e o encerramento da Missa, o povo ainda permaneceu na igreja. Evidenciava-se uma irradiação de alegria, que era compartilhada com cumprimentos, abraços e sorrisos. Certamente isso agrada a Deus! Certamente essa fraternidade alegra o Coração de Jesus! Certamente é isso que necessita aumentar nos corações de todos os fieis, de todo o Corpo de Cristo; de todo o Povo de Deus. Viva o Coração de Jesus!

 

Comente