Por Pe. Gottardo,SJ

Neste período de férias e de descanso que se inicia (para quem pode!), no qual a distração muitas vezes prevalece sobre a atenção e a sensibilidade para com os outros, não esqueçamos de cultivar a “vida segundo o Espírito”. Santo Inácio insistia que aprendêssemos a ver/contemplar e a encontrar Deus em todas as coisas. Que não sejamos subtraídos pelo “mundanismo” (Papa Francisco).   

O Senhor Jesus, após cansativa jornada de serviços missionários disse aos vossos amigos: “Vinde à parte, para algum lugar deserto, e descansai um pouco” (cf. Mc 6,31). Depois de uma estafante atividade pastoral, cheia de desafios, mas também de bons frutos, é importante parar um pouco.  Que este tempo de férias e de descanso, seja para todos um período de revigoramento físico e espiritual, capaz de dar um novo ânimo à vida de todos.

Nós te pedimos, Senhor, para que protejas a criação de todas as formas de agressão e de violência.

Proteja e abençoa também todas as pessoas e famílias que não podem descansar por tantas razões.

Que esta Terra, obra Vossa, Senhor, que nos destes possa ser realmente a casa comum para todas as pessoas, sem a vergonha dos muros que dividem e marginalizam.

Que o mar, as montanhas, as planícies, os lagos e todos os lugares que as pessoas buscam para descansar neste tempo de férias, sejam lugares cujas paisagens ajudem a contemplar a beleza da criação e se tornem espaços de reflexão, de oração e de encantamento.

Que a beleza de Deus estampada na criação possa nos inspirar para construirmos um mundo mais justo, belo e fraterno.

Ó Jesus, Sol que ilumina as mentes e os corações de todos:

Suscite em nossos pensamentos e ações o calor do amor generoso e fecundo que procede de Vós.

Torne-nos capazes de irradiar no mundo a ternura e a doçura do Verbo que se encarnou no seio da menina de Nazaré.

Maria, Mãe das estações da nossa vida, obtêm-nos junto a Jesus, a graça do discernimento e da paz, sempre em conformidade com a vontade do Pai.

Que este tempo maravilhoso de descanso se torne ocasião imperdível para fazermos o bem e manifestar nossa gratidão por tantas bênçãos recebidas; seja também um tempo útil para fazermos novas amizades e para conhecermos coisas novas. Alvissaras!

Conceda-nos a alegria de continuarmos sendo testemunhas do amor, da esperança e da luz, não obstante imersos num mundo ferido pelas trevas do medo, da mentira e da indiferença.

Saborear Deus, saborear a bondade da criação… O verão presta-se muito particularmente, em qualquer lugar onde estivermos, a nos dispormos a saborear a bondade do Senhor através da beleza das criaturas. Paisagens, elementos naturais, animais, astros, etc. E, no cume, as pessoas que encontramos, todas criadas à imagem e semelhança do Criador!

Que assim seja.

Comente